SnowAdventures - Ski e Snowboard Reserva de Hotéis Estados Unids, Eurospa, América do Sul
Home  |  Snow TV  |  Fórum  |  Blog  |  Estações  |  Artigos  |  Vídeos  |  Fotos  |  Links  |  Contato  

Vail Madness - Aventuras e Desventuras

Por: Igor Nabhan

Sábado, dia 23 de fevereiro.

A porta automática do setor de desembarque do Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro abre lentamente. O ar quente e abafado da cidade maravilhosa arranha o meu rosto e me traz de volta à realidade quase que violentamente. Vail, Aspen, Beaver Creek e adjacências ficaram para trás, e agora somente as montanhas da baixada carioca fazem parte do cenário. Se ainda tivessem neve....

Meu pai me aguarda e me recebe com um enorme sorriso. Tempos depois ele me confidenciou que sorriu daquela forma após avistar meu semblante no aeroporto....disse que eu parecia feliz e em paz....ah....o que quase 20 dias de powder não fazem à um homem......ai, ai......

Bom, voltemos ao relato da viagem. Aliás, esse relato está com um estilo Tarantino, afinal, começou pelo final.... mas, vamos em frente....

A decisão de passar esses dias em Vail foi tão inusitada quanto um dia de altas ondas em plena Baía de Guanabara (essa é outra história que tenho que contar...!).

Igor na Gondola de Vail

Dentro da famosa gondola de vail - Nem sempre os amigos puderam me acompanhar.
Isso não quer dizer que tinha que ficar em casa... Rumo à Blue Sky Baisin!

Um amigo virtual, Rodrigo Espósito, postava um report diário na internet sobre as condições da neve na estação em que morava havia 2 anos: Vail. Numa troca de mensagens rotineira, veio a pergunta: "Pô, porque você não vem passar uns dias aqui em casa?". É, porque não, pensei...

Me animei como um garoto de 10 anos em época de Natal. Entretanto, por problemas tecnológicos, perdi o contato com o Rodrigo. Os dias foram passando e nem sinal do responsável pela minha ansiedade. Enfim, 8 dias e 2 kg a mais depois, frutos da ansiedade, resolvi arriscar, mesmo sem ter conseguido falar com ele.

Boards, mala, mochila e um papelzinho com endereço e telefone do meu destino no Colorado eram meus companheiros de viagem. Comprei a passagem no sábado e embarquei na 2ª feira. E lá ia eu, rumo ao desconhecido. Literalmente, afinal, não conhecia meu anfitrião. Na pior das hipóteses, rumaria para um hotel barato e faria amizades com os centenas de brasileiros participantes de "work experience", "Snow job experience", "Ski experience" ou qualquer outro "experience" que exista...

Quase 20 horas de viagem após meu embarque, e paradas em Miami e Dallas, cheguei ao Colorado. Lembra o comentário sobre meu sorriso ao chegar no aeroporto internacional, na volta da viagem? Pois é...garanto que se meu pai tivesse visto meu sorriso de alívio e alegria ao avistar o Rodrigo me esperando com um papel escrito IGOR, no aeroporto do Colorado, teria aberto um sorriso maior ainda.

Parem para pensar como é incrível o espírito de companheirismo e amizade que cercam o esporte. Ali estava um amigo de ocasião, do outro lado do mundo, me recebendo para uma estadia em sua casa. Tudo por causa do esporte.

Aliás, não sei quem é mais maluco. Ele, por ter recebido um estranho, ou eu, por ter ido sem avisar e confiar no convite. Assim que cheguei lá percebi que nasceria uma grande amizade. O cara me recebeu devidamente uniformizado com roupa de garçom do Outback local. O turno dele começava em 1 hora. Até aí, nada demais. A não ser pelo fato dele ter pedido para deixá-lo no trabalho e FICAR COM O CARRO E A CHAVE DA CASA DELE!!!!! É...ele é mais maluco do que eu....definitivamente!

Igor e Mark Frank

Igor e Mark Frank... Às vésperas do X-Games me deparei com MFM treinando.
O cara é o mais cool... créditos para ele!

E lá estava eu, "armado" com uma Ranger long-bed, em meio a ruas cobertas de gelo, procurando o endereço dele. Só para vocês terem uma idéia da localização, a referência para achar o condomínio era: "Em frente à Beaver Creek". Caramba!

Cheguei, me instalei e respirei fundo: "Pronto! Deu tudo certo".

Foram quase 20 dias de muitas risadas, powder, amigos, powder, powder, baladinhas, powder e....powder!

Não bastasse me receber em sua casa, Rodrigo ainda me arrumava ski pass por U$20 e descontos de 20% em toda a cidade. Além de buscarmos, todo o dia, o melhor pico, de carro. Melhor que isso só se tivesse tendo X-Games! Pois é...e tava! Fotos com Mark Frank Montoya e Shaun White enfeitam meu quarto hoje em dia...que bela lembrança da viagem.

Por falar em fotos, tirei muitas. Mas as imagens que ficam na memórias são, sem sombra de dúvida, as melhores. Foto nenhuma do mundo conseguiria relatar a cena com que me deparei ao entrar na casa do Rodrigo após deixá-lo no trabalho, no dia em que cheguei ao Colorado. Abri a porta e dei de cara com 2 Sul-africanas loiríssimas, lindas, de pijaminha, fazendo guerra de travesseiro na sala. Não..não é cena de filme pornô...depois descobri que eram as roommates do apartamento (era enorme!). Sem comentários, pelo bem das minhas coronárias.

Kicker

Kicker - Todo dia, no final de tarde, rolava umas brincadeiras na frente da varanda
da casa do Rodrigo, sob o olha atento das pistas de Beaver Creek.

Meu grande amigo Rodrigo vive atualmente em São Paulo e nos falamos de vez em quando. O snowboard ficou em 2º plano desde o nascimento do "moleque", como ele gosta de chamar o filho. Mais uma vez, meu amigo, obrigado por tudo.

Um grande surfista das antigas disse uma vez: "Somente viajando descobrimos nossos pedaços espalhados pelo mundo". Viaje. Descubra seus "pedacinhos" espalhados por aí.

DICAS

» Quando estiver em Vail, fique com a mão na carteira, pois alimentação no Village é um roubo. Dirija-se, diretamente, sem pensar 2 vezes, para o La Cantina, localizado embaixo da pequena rodoviária que tem em Vail Village. Com certeza, em termos de alimentação, o melhor negócio do resort.

» Se estiver em Beaver Creek e bater aquela fome, Blue Goose é o nome do lugar. É uma pizzaria bem bacana, com preço inacreditável para os parâmetros do lugar. Além do mais, é o lugar que a galera local elegeu como point de descanso e de conversa. Portanto, se estiver procurando dicas sobre as condições do dia e sobre a montanha, Blue Goose é o nome.

» Precisando de ajuda com o set up de seu equipamento, vá à Buzz Sports, também localizada em Vail Village. A galera que trabalha lá é muito atenciosa e nem um pouco mercenária.

» A "night" é bem agitada, mas acaba na hora que os brazucas estão acostumados a sair de casa pra balada. Às 2 da matina fecha tudo. As boates acendem as luzes e mandam todos embora. Em Vail, chegue por volta das 22 horas. Dirija-se ao bar chamado Hub Cap. Lá você poderá beber à preços "normais". Após, ande alguns metros e entre no The Bridge. Chegue cedo e dance a noite toda. Para quem está a fim de uma paquera, lá é o lugar. Mas se quiser ficar na sua, também é bem divertido.

» Se conhecer umas Sul-Africanas loirinhas, peça pra elas te fazerem um Quiche de espinafre com cheddar. É uma delícia!!

» Em dia de powder, ACORDE CEDO! Acorde cedo e vá direto para Blue Sky, mesmo que você tenha que esperar abrir. Os Back Bowls podem até ser interessantes, mas nada se compara à Blue Sky. Acredite!

» Se você for desbravar os caminhos de Beaver Creek, pegue o lift principal (Centennial). Chegando lá em cima, saia do lift e vá para a esquerda, pegando o lift que vem logo em seguida. Saia desse lift dirigindo-se para a esquerda. Divirta-se!

» Está sem equipamento? Tentando comprar board, bindings, botas e roupas antes de partir para Vail? Se você for viajar em fevereiro ou no fim da temporada não faça isso! Compre tudo lá. Mas tudo mesmo. Se vale a pena? Que tal 40%, 50% ou 60% de desconto? É bem por aí.......acredite....

Igor Nabhan é aventureiro nas horas vagas, ainda tem fé nas pessoas e não perde uma chance de viajar.


Reserve Hotéis

Reserva de Hotéis Estados Unids, Eurospa, América do Sul

Recomende

Newsletter

Cadastre o seu email para receber as novidades do site:

 

 


Copyright 2006-2016 SnowAdventures - Expediente do site